31 outubro 2014

"Relatos Selvagens" Recebe Prêmio do Público na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo




Relatos Selvagens, dirigido pelo cineasta argentino Damián Szifron ("El Fondo Del Mar / Bottom of the Sea", "Tiempo de Valientes / On Probation"), ganhou o prêmio do público de Melhor Filme de Ficção Internacional da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. O longa dividiu o primeiro lugar com outros dois filmes: "Do que vem antes", de Lav Diaz (Filipinas) e "Sam", de Elena Hazanov (Suíça).

Os vencedores de todas as categorias foram anunciados em cerimônia realizada na noite desta quarta-feira (29). O diretor Damián Szifron enviou um vídeo agradecendo ao público pela votação (link abaixo). Relatos Selvagens foi o filme de abertura da 38ª edição do evento.

Escrito e dirigido por Szifron, Relatos Selvagens é um espetáculo visual que conta uma sombria e cômica história de tragédia, amor, decepção, passado e a violência que espreita a superfície do cotidiano. Encontrando-se vulneráveis às mudanças voláteis e imprevisíveis da realidade, os personagens de Relatos Selvagens são empurrados para o abismo e para o prazer inegável de perder o controle, atravessando a linha fina que divide a civilização da brutalidade.

O filme é produzido por Hugo Sigman, Pedro Almodóvar e Agustín Almodóvar, com Matías Mosteirin e Esther García Rodriguez atuando como produtores executivos.
Relatos Selvagens é estrelado por Ricardo Darín (“Tese Sobre um Homicídio”), Oscar Martínez (“Ninho Vazio”), Leonardo Sbaraglia (“Intacto”), Darío Grandinetti (“Fale com Ela”), Rita Cortese (“Viúvas”), Erica Rivas (“Tetro”) e Julieta Zylberberg (“Um Namorado para Minha Esposa”). Gustavo Santaolalla (“Amores Brutos”, “Diários de Motocicleta”, “Babel”) é o compositor da trilha sonora.

Filmado em locações em Buenos Aires, Salta e Jujuy, Relatos Selvagens é uma coprodução da argentina Kramer & Sigman Films, da produtora El Deseo (de Pedro Almodóvar e Agustín Almodóvar) e Warner Bros. Pictures Internacional. Relatos Selvagens está em cartaz nos cinemas brasileiros.

Nenhum comentário: