15 setembro 2014

Ex-curador de Cannes entra para comissão curadora do Olhar de Cinema




Após suas três primeiras edições, o Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba consolidou-se nacional e internacionalmente. Como o resultado deste sucesso, o festival anuncia o ingresso de Bernard Payen à comissão curadora do evento.

Payen é cineasta e dirigiu os curtas Reminiscence (2006), Portrait of the french filmmaker Damien Odoul (2009) e Mister H (2014), além de ter atuado como curador e coordenador da comissão de curtas-metragens da Semana da Crítica do Festival de Cannes entre 2005 e 2013. Atualmente, Bernard é programador na Cinematheque Francaise em Paris. Receber o convite foi uma surpresa para o curador, que já conhecia o festival curitibano. “Eu fiquei muito surpreso com a proposta, agradavelmente surpreso. Já conhecia o festival porque estive nele em 2013 como membro do júri. Naquela ocasião eu gostei muito da energia do festival e da qualidade dos filmes exibidos”, conta.

Bernard acredita que a experiência obtida nos oito anos no Festival de Cannes pode ser muito enriquecedora para o Olhar de Cinema. “Primeiramente eu quero trabalhar com o mesmo espírito de curiosidade e aberto a possibilidades que eu trabalhei na Semana da Crítica. É uma oportunidade de construir uma programação de filmes em que os filmes dialoguem entre si da mesma maneira que tenho trabalhado na Cinemateca de Paris”, explica.

A direção do Olhar de Cinema já tinha interesse em compor uma equipe de renome no cenário cinematográfico. “Conhecíamos o trabalho de Bernard pela sua trajetória em Cannes, além dele ter participado do júri na segunda edição do festival. Com o crescimento do Olhar de Cinema, sentimos a necessidade de alguém pra coordenar a parte de curtas e vimos a saída dele da Semana da Crítica como um momento ideal. Fizemos o convite e ele adorou a ideia”, explica Antônio Junior, diretor do Olhar de Cinema. Além de Payen, integram a comissão curadora Antônio Junior, Marisa Merlo, Aly Muritiba, William Biagioli, Gustavo Beck e Jessica Candal Sato.

Para Bernard, o crescimento do Olhar de Cinema ao longo dos anos não interferiu na qualidade do festival. “Em oposição a outros festivais que estão crescendo de uma maneira errada, o Olhar de Cinema cresce mantendo a qualidade. Eu sinto que o festival é feito por pessoas que gostam de cinema e querem ajudar e apoiar os realizadores a mostrar seus filmes. É uma maneira de trabalhar que eu gosto muito”, finaliza.

Sobre Bernard Payen
Bernard Payen é programador na Cinematheque Francaise em Paris. Ele foi curador e coordenador da comissão de curtas metragens da Semana da Crítica do Festival de Cannes entre 2005 e 2013. Também dirigiu os curtas Reminiscence (2006), Portrait of the french filmmaker Damien Odoul (2009), Mister H (2014, gravado no Brasil). Agora ele assume a frente da curadoria de curtas metragens (Competitiva, Outros Olhares e Mirada Paranaense) do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba.


Nenhum comentário: