14 janeiro 2009

Nova ortografia - "Fôrma" recupera acento, mas seu uso não é obrigatório



Segundo a grafia antiga, a palavra "forma" não tinha acento, independentemente de sua pronúncia, aberta ou fechada. Com a vigência do novo sistema, passa a ser facultativo o emprego do circunflexo em "fôrma" - obrigatório antes da reforma de 1971, que baniu quase todos os diferenciais.A recomendação hoje é que esse acento seja usado somente nas situações em que for indispensável para desfazer uma ambiguidade. No verbete "fôrma", do dicionário de Aurélio Buarque, há uma argumentação favorável ao uso desse acento, baseada em textos literários.
O mais conhecido deles, sem dúvida, é o poema "Os Sapos", de Manuel Bandeira, em que se podem ler os seguintes versos: Enfunando os papos, /saem da penumbra, /Aos pulos, os sapos. /A luz os deslumbra.// Em ronco que aterra/ Berra o sapo-boi:/ --"meu pai foi à guerra!"/ --"Não foi!" --"Foi!" --"Não foi!".// O sapo-tanoeiro,/ Parnasiano aguado,/ Diz: -- "Meu cancioneiro/ É bem martelado. // Vede como primo/ Em comer os hiatos!/ Que arte! E nunca rimo/ Os termos cognatos.// O meu verso é bom/ Frumento sem joio./ Faço rimas com/ Consoantes de apoio// Vai por cinquenta anos/ Que lhes dei a norma:/ Reduzi sem danos/ A fôrmas a forma// Clame a saparia/ Em críticas céticas:/ Não há mais p oesia /Mas há artes poéticas..."// (...).Segundo Aurélio, seria muito difícil compreender o texto sem a distinção entre "fôrma" e "forma". É fato também que, nesse exemplo, a rima ajuda na compreensão, pois a palavra "norma" (de "ó" aberto) só pode rimar com "forma" (de "ó" aberto).
O outro exemplo mencionado é de autoria de Martins Fontes e, já atualizado segundo a nova ortografia, fica assim: "Pela penugem, primeiro,/ E, depois, segundo a norma,/ Pelo gosto, pelo cheiro,/ Pela fôrma, ou pela forma,/ Certas frutas europeias/ Como o pêssego - oh! prazer! -/ Por vezes nos dão ideias/ Que me acanho de dizer". Novamente , a rima de "norma" com "forma" orientaria o leitor.
Agora, na vigência do novo sistema ortográfico, num caso como esse, recomenda-se o uso do acento diferencial.Fique claro, todavia, que "pão de forma", por exemplo, não requer o acento, dado que não há dúvida ou ambiguidade possível nesse caso.

Nenhum comentário: