12 dezembro 2008

Zôo Mitológico


“Pela boca deito chamas,
pelas narinas também.
Sou o dragão das fábulas
que não faz mal a ninguém.”
As rimas são simples, os animais, não. A enigmática esfinge, o esquentado dragão, o centauro e até o lobisomem... eis a tarefa dos autores José Jorge Letria e André Letria em "Os Animais Fantásticos": apresentar ao universo infanto-juvenil estas criaturas nascidas na imaginação humana e responsáveis por povoar o imaginário poético, as mitologias e as lendas das civilizações durante séculos.
A obra, apoiada pelo Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, serve como uma mini-enciclopédia fantasiosa. Em versos livres, numa composição poética que lembra os antigos trovadores, 19 espécies são retratadas. As ilustrações recortadas, feitas à mão, reforçam o caráter artesanal intencionado.
Também é interessante notar o didatismo encontrado nas referências dos autores para o período histórico referente a cada criatura. “Mais do que didático, pretendo ser pedagógico e praticar uma pedagogia dos valores referenciais”, explica José Jorge. Entre tantas referências estão informações desde o Renascimento (“época” da temível Hidra) à mitologia grega (o embate do Minotauro contra Teseu).

Nenhum comentário: