17 agosto 2017

Crítica Filme "Annabelle 2 – A Criação do Mal" - RITA VAZ


Apesar do número dois no título, o novo filme da franquia “Annabelle” fala do começo da história, o que aconteceu antes do que a gente assistiu em 2014.
O filme conta a história da origem da boneca, mostrando como ela acabou sendo possuída por uma entidade do mal.
A trama gira em torno de um casal que vive numa área rural e que perde a filha tragicamente. Doze anos depois, eles resolvem receber algumas órfãs em sua casa, para quem sabe, abreviar o sofrimento deles.
Logo que as meninas chegam, elas começam a perceber movimentos inexplicáveis pela casa. Elas não sabem, mas presença delas, despertou um mal que estava na casa há algum tempo.
Elas começam a ver, ouvir e sentir coisas muito estranhas e macabras.
A partir daí uma série de eventos vai acontecer, e tanto as meninas, quanto os donos da casa, vão passar momentos terríveis.
A nova história é mais angustiante que a primeira, principalmente por envolver crianças na trama.
E além disso, o que o filme tem de muito bom, é a construção do clima de terror. São sons e movimentos que vão criando expectativa na plateia.
Os efeitos especiais também estão ótimos, são aparições, levitações, móveis sendo jogados e tudo muito bem feito.
A constância do escuro e da noite durante a trama também pesa para esse clima aumentar.
Tenha certeza de que você vai levar muitos sustos e sentir medo, pois o diretor David F. Sandberg sabe, como poucos fantasiar e montar esse clima de medo.
E quando o filme acabar, não saia correndo da sala, pois tem uma cena escondida, que vai deixar bem claro que um novo filme vem por aí!

Título Original: Annabelle: Creation
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 1 hora e 50 minutos 
Ano de Lançamento: 2017
Direção: David F. Sandberg

Elenco: Stephanie Sigman, Miranda Otto, Lulu Wilson, Anthony LaPaglia, Talitha Bateman, Alicia Vela-Bailey, Kerry O’Malley, Philippa Coulthard.

RITA VAZ

14 agosto 2017

Crítica Filme "O Estranho Que Nós Amamos" - Rita Vaz


"O Estranho que Nós Amamos" é dirigido pela premiada diretora Sofia Coppola, que explora a força feminina nesta trama.
E ela explora o desejo que é o mote principal dessa história.
Esse filme foi feito pela primeira vez em 1971, e tinha o Clint Eastwood como ator principal. Eu não assisti essa versão, mas dizem que a atual está um tanto diferente da primeira.
A história se passa durante a guerra civil nos Estados Unidos em um internato isolado, onde sete mulheres, de idades variadas, se refugiam da guerra.
Elas parecem que veem a guerra acontecer ao longe, até que um dia uma delas, a mais novinha encontra um soldado inimigo, machucado próximo à casa delas. 
Elas poderiam entregar o soldado, mas resolvem cuidar deles porque se o entregassem ao exército, eles certamente o matariam.
A partir desse momento, cada uma delas vai criar uma relação com esse soldado, que não é mal, mas não é ingênuo e começa a se aproveitar delas.
Mas ele não imagina onde está, não imagina o que sete mulheres, levadas por uma repressão e uma tensão sexual, são capazes de fazer. Um filme tenso, cheio de suspense e surpreendente.
O mistério permanece durante todo o filme e uma tensão não para nunca de crescer.
O que mais chama a atenção nessa história é a trama psicológica, que mostra como algumas coisas não precisam ser ditas para serem compreendidas.
Outro ponto que deve ser comentado é o figurino e a fotografia que estão lindos.
Tanto a direção de arte quanto o figurino estão muito bem feitos.
E a Sofia Coppola decidiu usar muita luz natural para fazer o filme. O que deu um ar mais orgânico ainda para a trama.
Um filme perfeito para quem gosta de suspense, mas lembrando que a direção é de Sofia Copolla.

Título Original: The Beguiled
Gênero: Suspense/Drama
Tempo de Duração: 1 hora e 33 minutos
Ano de Lançamento: 2017
Direção: Sofia Copolla

Elenco: Nicole Kidman, Kirsten Dunst, Colin Farrel, Elle Fanning, Oona Laurence, Angourie Rice, Addison Riecke, Emma Howard.

RITA VAZ

Crítica Filme "Malasartes e o Duelo Com a Morte" - Rita Vaz


Pedro Malasartes é um personagem folclórico de Portugal, que foi trazido para o Brasil e incorporado à nossa cultura.
Malasartes é um típico caipira, é criativo e inteligente, mas também é malandro, gosta de pregar peças para levar alguma vantagem sobre as pessoas, mas é bom dizer que ele nunca faz mal para ninguém, só leva vantagem mesmo.
Ele é apaixonado pela bonita Áurea, mas não resiste a um rabo de saia.
Áurea é apaixonada por ele, mas controla esse lado “saidinho” do amado.
Ela também é irmã de Próspero, um homem forte e bravo, que está atrás de Malasartes por conta de uma grande dívida.
O Próspero tenta, mas Malasartes sempre encontra um jeito de escapar, usando da sua inteligência e perspicácia.
O aniversário de Malasartes está próximo e ele tem a esperança de que seu padrinho, que ele ainda não conhece, apareça e lhe dê um bom presente para pagar a dívida.
Mas ele descobre que esse seu padrinho é a Morte, literalmente, e fica sabendo que ele quer um sucessor, e parece que ele quer o Malasartes.
A partir daí, além das malandragens para fugir dos perrengues que ele arrumou na Terra, ele vai tentar ludibriar a própria morte e em seu mundo.
O filme é muito bem feito, tem uma ótima fotografia e principalmente é cheio de efeitos especiais que impressionam pela qualidade. Eu fiquei muito surpresa e muito feliz de ver tanta qualidade no cinema nacional.
Como a história acontece em dois mundos, a gente vai do mundo real para um mundo fantástico onde a morte mora todo o tempo. E tudo é muito bem feito.
O grande destaque da trama é o elenco que tem uma ótima química, e entrega personagens verdadeiros.
O ator Jesuita Barbosa faz o Malasartes, e ele se entrega tão bem para o personagem, que a gente se encanta e se apaixona por ele. Ele vai do malandro para o inocente de uma forma limpa e crível.
Tem a Isis Valverde que faz uma caipira apaixonada e ao mesmo tempo esperta com o namorado, que é uma graça.
Tem o Milhem Cortaz que faz o irmão da Áurea e faz um caipira, fortão, bravo, bem estereotipado.
E tem o Augusto Madeira que faz o Zé Candinho que é ótimo, ingênuo ao extremo e muito engraçado.
É um filme para toda a família assistir, porque esse filme é diferente de tudo o que a gente tá acostumado a ver no cinema nacional. É bem feito, é divertido, e em minha opinião deveria ser o gênero de filme que representasse o Brasil, porque o caipira existe de norte a sul. Todo mundo conhece, gosta e acha divertido.

Título Original: Malasartes e o Duelo Contra a Morte
Gênero: Comédia/Fantasia
Tempo de Duração: 1 hora e 50 minutos
Ano de Lançamento: 2017
Direção: Paulo Morelli

Elenco: Jesuíta Barbosa, Ísis Valverde, Júlio Andrade, Leandro Hassum, Vera Holtz, Milhem Cortaz, Luciana Paes, Julia Ianina, Augusto Madeira.

RITA VAZ

Crítica Filme "Carros 3" - Rita Vaz


Relâmpago McQueen é um veterano nas pistas, suas conquistas e vitórias são conhecidas pelo mundo todo e ele tem uma enorme legião de fãs.
Acontece uma nova geração de pilotos está chegando, eles utilizam as melhorias tecnologias e os melhores treinamentos para atingirem o seu maior potencial.
Percebendo esse “perigo” McQueen se vê obrigado a ultrapassar os seus próprios limites, o que vai fazer com que ele sofra um grave acidente.
Por conta desse fato, ele é obrigado a abandonar o campeonato do ano e fica deprimido.
Será com a ajuda de velhos e novos amigos que ele vai se encorajar para participar do campeonato do próximo ano.
Mas, não será nada fácil para McQueen, que uma vez teve que aprender a ser humilde, dessa vez terá que aprender a se superar, em vários sentidos.
“Carros 3” é um filme emotivo, ele tem um arco dramático grande, que o difere de outras animações que trazem personagens e histórias mais rasas.
Mas, isso não quer dizer que “Carros 3” também não traga piadas. Muito pelo contrário, a história tem muitas piadas, momentos engraçados, muita ação, muitas corridas de carros e muita fofura.
O filme fala muito de amizade, amor, sabedoria. Olha que legal!!!
Relâmpago McQueen é um dos carros preferidos de dez entre dez crianças, mas nessa nova trama, uma nova personagem aparece e acho que ela também vai arrematar o coração de muita gente.
Enfim, uma história com muito humor, ação e emoção.

Título Original: Cars 3
Gênero: Animação/Ação/Família
Tempo de Duração: 1 hora e 43 minutos 
Ano de Lançamento: 2017
Direção: Brian Fee

Elenco/Vozes: Giovanna Ewbank, Fernanda Gentil, Owen Wilson, Larry The Cable Guy, Armie Hammer, Cristela Alonzo, Bonnie Hunt, Kerry Washington. 

RITA VAZ

Crítica Filme "Transformers: O Último Cavaleiro" - Rita Vaz


“Transformers: O Último Cavaleiro” é uma das franquias que traz mais ação, efeitos visuais e mirabolantes histórias para seus fãs e espectadores em geral.
São muitas cenas de ação, são antigos e novos personagens que correm, explodem, se transformam e ainda tem uma história prá contar.
Nessa nova trama, humanos, autobots e decepticons lutam ente si, e a Terra sofre uma nova ameaça de destruição.
O filme começa e somos remetidos à Era Medieval, onde os Transformers aparecem ligados a ninguém mais, ninguém menos que o Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda.
E olha só, fica legal! Aliás, esse começo do filme é muito bom.
Lá, ficamos sabendo que desde aquela época existe uma poderosa arma escondida em nosso planeta.
Voltamos para os dias atuais e os humanos estão em guerra com os Transformers.
Depois de todos os acontecimentos anteriores, onde muitas mortes e destruições aconteceram, Autobots e Decepticons são considerados alienígenas perigosos e os humanos querem exterminá-los.
E o que fazem os robôs numa situação dessas? Tentam sobreviver escondidos.
Como no filme anterior, Cade Yearger continua protegendo os Transformers, mantendo um ferro-velho onde alguns robôs podem se esconder.
Ele acaba salvando um robô que traz junto com ele Izabella, uma garota de quinze anos que também os defende.
Paralelamente a isso, Optimus Prime viaja pelo universo rumo a Cybertron, seu planeta-natal, para descobrir o porquê de ele ter sido destruído. Só que, na Terra, Megatron se prepara para um novo retorno, mais uma vez disposto a tornar os Decepticons os novos soberanos do planeta.
É aí que conhecemos Sir Edmund Burton, o personagem de Anthomy Hopkins, e seu autômato pessoal chamado Cogman, que lembra muito o C3PO de Guerra nas Estrelas.
Sir Edmund é uma espécie de guardião do segredo lá da época do Rei Arthur.
São várias histórias, amarradas muito bem nesse roteiro.
“Transformers: O Último Cavaleiro” é melhor que seu antecessor e consegue inovar em algumas situações para a alegria dos fãs.

Título Original: Transformers: The Last Knight
Gênero: Ação/Ficção Científica
Tempo de Duração: 2 horas e 29 minutos 
Ano de Lançamento: 2017
Direção: Michael Bay

Elenco: Mark Wahlberg, Laura Haddock, Anthony Hopkins, Isabela Moner, Stanley Tucci, Josh Duhamel, Santiago Cabrera, Jerrod Carmichael, John Turturro. 

RITA VAZ

Crítica Filme "D.P.A.- Os Detetives do Prédio Azul – O Filme" - Rita Vaz


O DPA é uma série da televisão brasileira que está no ar há oito temporadas. Ela faz muito sucesso com o público infantil e já passa em mais de um canal.
A história fala de três amigos inseparáveis que moram em um prédio e desvendam vários mistérios. Eles têm um clube secreto que fica em uma parte do pátio, camuflada e não conhecida pelos adultos, lá, eles vestem suas capas especiais e se tornam os Detetives do Prédio Azul! Porque moram em um prédio azul.
Depois de tanto sucesso, eles ganharam um filme só prá eles e nessa história, os DPA terão que solucionar o maior mistério da vida deles: salvar o próprio prédio de uma implosão.
Pippo, Sol e Bento se infiltram em uma festa que a dona Leocádia, que é síndica e literalmente bruxa, está dando no prédio e presenciam um crime mágico.
Será através da solução desse caso que eles conseguirão ou não salvar o prédio azul.
Mas para isso, eles vão contar com a preciosa ajuda de alguns amigos, a ajuda do porteiro Severino, que empresta sua Kombi azul, para a investigação e os amigos Tom, Mila e Capim, fundadores do clubinho original.
O que me chamou mais a atenção no filme é a linguagem que eles usam para se comunicar com as crianças. Eles falam a mesma língua que elas. Os diálogos são simples, mas funcionam com as crianças. Eles são explicativos e eles não deixam uma pontinha solta.
O filme é dinâmico, divertido, animado, cheio de idas e vindas e muita magia.
Crianças a partir de 5 anos já podem assisti-lo, porque elas prestam atenção no que acontece na tela. Recomendo!

Título Original:
Gênero: Aventura/Ação
Tempo de Duração: 1 hora e 30 minutos 
Ano de Lançamento: 2017
Direção: André Pellenz

Elenco: Letícia Braga, Anderson Lima, Pedro Henriques Mottta, Tamara Taxman, Ronaldo Reis, Letícia Pedro, Caio Manhente, Cauê Campos, Suely Franco, Otávio Muller. 

RITA VAZ

Crítica Filme "Homem-Aranha: De Volta ao Lar" - RITA VAZ


O novo Homem-Aranha está mais novo e mais midiático do que nunca!
Acontece que quando ele foi inventado ele era adolescente, portanto, ele está com a idade correta.
E nessa nova leitura dele junto com o universo Marvel, Os Vingadores, Guardiões da Galáxia e outros mais, ele está atualizadíssimo.
Tanto que o filme começa com uma cena do “Vingadores 2”, mas agora mostrando a visão dele dos últimos acontecimentos, no meio da luta entre os super-heróis, e quando pode, ele filmou e falou com a galera, registrando tudo o que acontece. Ele é um youtuber.
Na nova trama, depois de lutar ao lado dos Vingadores, Peter Parker tem uma conversa com Tony Stark que acaba se tornando um tutor dele.
Nessa conversa Stark deixa Happy Hogan, seu amigo e auxiliar, como contato para Peter Parker.
Então, é a hora de voltar para casa, e Peter passa seus dias esperando um contato dos Vingadores, mas enquanto isso não acontece, ele ajuda as pessoas de diversas formas, além de lutar diariamente contra pequenos crimes, são roubos e assaltos que não dão certo por causa dele.
O chamado dos Vingadores não vem, e quando um novo vilão aparece em cena, colocando em perigo toda a cidade, Peter Parker acha que ele será a solução para os seus problemas.
Ele acredita que se prender esse vilão, ele chamará a atenção dos Vingadores.
Mas, nada é tão simples quanto parece, o Abutre é um vilão muito bem paramentado e tem mais surpresas do que ele pode imaginar.
Junto a toda essa avalanche de acontecimentos, somos presenteados com um mundo juvenil a explorar, é a escola, são os amigos, é a crush de Peter Parker. Todos muito bem desenvolvidos, interessantes e divertidos.
O novo Homem-Aranha é atual, age e pensa como um adolescente, e é mais leve que os outros. Ele não tem conflitos sérios, tem os problemas que todo adolescente tem, mas ele é também otimista, alegre e acaba levando tudo numa boa.
O ator Tom Holland está perfeito nesse papel. É carismático e tem uma ótima atuação.
Os efeitos estão impressionantes. Parecem que melhoram de uma semana para outra.
Uma cena em particular me chamou a atenção. É uma cena em que o Homem-Aranha está sobre um avião que tem camuflagem, as imagens são tão bem feitas, que parecem reais.
E como já é de praxe, o filme tem duas cenas escondidas, uma no final dos primeiros créditos e outra lá no fim mesmo. Espere que vale a pena!

Título Original: Spider-Man: Homecoming
Gênero: Aventura/Ação
Tempo de Duração: 2 horas e 14 minutos 
Ano de Lançamento: 2017
Direção: Jon Watts
Elenco: Tom Holland, Micahel Keaton, Robert Downey Jr., Zendaya, Marisa Tomei, Martin Starr, Jacob Batalon, Laura Harrier, Jon Favreau.

RITA VAZ



11 agosto 2017

Jake Gyllenhaal, Rebecca Ferguson e Ryan Reynolds estrelam o aterrorizante Thriller de ficção científica “VIDA”



Vivencie a vida extraterrestre como jamais vista no Thriller VIDA, ficção científica que chega às lojas em DVD e Blu-ray a partir do dia 16 de agosto.

O indicado ao Oscar® Jake Gyllenhaal (Melhor Ator Coadjuvante, O Segredo de Brokeback Mountain, 2005), Rebecca Ferguson (Missão: Impossível – Nação Secreta) e Ryan Reynolds (Deadpool) estrelam
VIDA, como uma equipe de cientistas a bordo da Estação Espacial Internacional, que descobrem uma avançada forma de vida que ameaça a tripulação e toda a vida na Terra. Também estrelado por Hiroyuki Sanada (Wolverine Imortal), Ariyon Bakare (Rogue One Uma História Star Wars) e Olga Dihovichnaya (House of Others), o filme foi dirigido por Daniel Espinosa (Protegendo o Inimigo) e escrito pelos roteiristas de Deadpool, Rhett Reese e Paul Wernick.

Aclamado pela crítica como a “uma viagem de emoções ininterruptas, com altos riscos, terror e momentos intensos em todos os cantos” (Brandon Davis, ComicBook.com),
VIDA também tem o mais inesperado de todos os finais.

VIDA
(LIFE)

Sinopse: Uma equipe de seis astronautas da Estação Espacial Internacional descobre sinais de vida inteligente em Marte e a investigação do fato gera consequências inimagináveis.
Gênero: Ficção Científica
Direção: Daniel Espinosa
Elenco: Jake Gyllenhaal, Ryan Reynolds, Rebecca Ferguson, Ariyon Bakare, Hiroyuki Sanada, Olga Dihovichnaya, Naoko Mori
País: EUA
Ano de produção: 2017

DVD Colorido
Duração: 104 minutos
Formato de tela de filme: Widescreen 2.40:1 Anamórfico
Áudio: INGLÊS (DD 5.1), ESPANHOL (DD 5.1), PORTUGUÊS (DD 5.1)
Legendas: INGLÊS e INGLÊS (SDH), ESPANHOL, PORTUGUÊS
Preço sugerido: R$ 39,90
Data de lançamento: 16 de Agosto de 2017
Classificação indicativa: 14 anos
Bônus: Cenas Excluídas; Vida: Em Gravidade Zero; Criando Vida: A Arte e a Realidade de Calvin; Terror Claustrofógico: Criando um Thriller no Espaço; Diários de Austronáutas; Trailers


Blu-ray Simples
Duração: 104 minutos
Formato de tela de filme: Widescreen 2.40:1 Anamórfico
Áudio: INGLÊS (DTS HD-MA 7.1), ESPANHOL (DD 5.1), PORTUGUÊS (DTS HD-MA 5.1)
Legendas: INGLÊS e INGLÊS (SDH), ESPANHOL, PORTUGUÊS
Preço sugerido: R$ 69,90
Data de lançamento: 16 de Agosto de 2017
Classificação indicativa: 14 anos
Bônus: Cenas Excluídas; Vida: Em Gravidade Zero; Criando Vida: A Arte e a Realidade de Calvin; Terror Claustrofógico: Criando um Thriller no Espaço; Diários de Austronáutas; Trailers

O DIA 13 É TODO DELES





Neste ano, o Dia dos Pais vai ser comemorado no próximo domingo 13 de agosto, mas no Telecine Play todo dia é dia deles.
Na plataforma estão disponíveis mais de 40 produções com figuras paternas de todo tipo.
A lista inclui a icônica comédia Uma Babá Quase Perfeita, protagonizada pelo saudoso Robin Williams; as animações Os Simpsons - O Filme e Os Incríveis; e as comédias Ligeiramente Grávidos e Pai em Dose Dupla.



Dicas de Presente Para os Pais Apaixonados por Cinema.


A Livraria Cultura resolveu dar uma ajudinha para os filhos que ainda não sabem o que comprar de presente neste Dia dos Pais. Para quem tem um pai apaixonado por cinema, a livraria tem opções que vão dos clássicos aos filmes de animação.

Entre as sugestões de filmes em DVD estão sucessos de venda como Animais Noturnos e O Enigma de Kaspar Hauser, por R$ 39,90 e também lançamentos, como A Árvore da Vida, por R$ 16,90.

A Livraria Cultura fica no Shopping Curitiba, no piso L3.
Shopping Curitiba
Rua Brigadeiro Franco, 2.300.
Curitiba (PR)
(41) 3026-1000 | www.shoppingcuritiba.com.br



REALISMO E TENSÃO EM ALTO-MAR

A explosão da plataforma marítima Deepwater Horizon, que deixou 11 mortos e espalhou petróleo pela costa dos Estados Unidos em 2010, virou filme: Horizonte Profundo: Desastre no Golfo (2016). A partir deste sábado, 12 de agosto, será possível acompanhar toda a tensão de um dos maiores acidentes ambientais do mundo no Telecine Play e no Telecine Premium. A Superestreia mostra o início do vazamento de óleo em alto-mar, o pânico da tripulação e o desfecho emocionante dos sobreviventes. Com direito a construção de uma plataforma no set de filmagens, a produção resgata a sensação de horror e a destruição incalculável do episódio no Golfo do México com sequências eletrizantes de correria, fogos e explosões. Protagonizado por Kurt Russell, Mark Wahlberg e John Malkovich, o longa-metragem retoma a dobradinha de Wahlberg e do diretor Peter Berg. A parceria foi iniciada três anos antes, em O Grande Herói
Wahlberg interpreta Mark Williams, o chefe-eletricista da missão. De um lado ele e seu chefe, Jimmy Harrell (Kurt Russell), prezam pela inspeção cautelosa e pelo tradicional funcionamento da extração de petróleo. Do outro, está a ganância dos executivos da  British Petroleum, poderosa organização proprietária da estação. Representada por Donald Vidrine (John Malkovich), a empresa exige que a coleta de petróleo seja acelerada, abrindo mão da segurança dos funcionários. O constante embate de Mark e Jimmy com Donald é apenas o início da desgraça que está por vir. E se na vida real os embarcados não foram valorizados, na ficção, o diretor reconstrói a história por trás da catástrofe e não poupa detalhes ao expor o drama pessoal dos trabalhadores.  

No Telecine Play, Mark Wahlberg também é destaque e aparece em versões variadas. No especial com filmes do ator, é possível conferi-lo em papéis que vão da comédia ao suspense. Em Pai em Dose Dupla, Wahlberg interpreta o caricato Dusty, um pai que reaparece na vida dos filhos e passa a disputar sua atenção com o atual padrasto, Brad (Will Ferrell). Já Max Payne marcou a carreira do galã como o famoso policial que dá nome ao longa. A plataforma online traz ainda as produções Contrabando, Ted 2, O Apostador, Uma Noite Fora De Série, Transformers: A Era da Extinção e Um Olhar do Paraíso, que podem ser assistidas quando e onde o assinante quiser.

SERVIÇO
Horizonte Profundo: Desastre no Golfo (Deepwater Horizon)
Direção: Peter Berg.
Elenco: Kurt Russell, Mark Wahlberg e John Malkovich.
HKG, EUA, 2016.
Ação. 107 min. 12 anos.

Sessão Superestreia

Dia 12/8, sábado, às 22h, no Telecine Play e Telecine Premium
Dia 13/8, domingo, às 20h, no Telecine Pipoca.

* a Superestreia também fica disponível a qualquer momento no Telecine Play e pode ser assistida quando e onde o assinante quiser.

Destaque desta Sexta-Feira no Megapix


Sabotagem

Sabotage

HORÁRIOS
Sexta, 11/8 | 22:30
Domingo, 13/8 | 20:00

104 min - 2014 - EUA | Ação
John (Arnold Schwarzenegger) é líder do grupo de elite da agência anti-drogas americana. Eles armam uma ação para roubar um cartel de drogas, mas a situação se complica quando os agentes começam a ser executados um a um. John, então, precisa descobrir o responsável pelas mortes antes que novas vítimas apareçam.


Direção: David Ayer.
Elenco: Arnold Schwarzenegger, Terrence Howard e Sam Worthington.

Celso Portiolli apresenta novo elenco de Entubados


Após o sucesso da primeira temporada, Entubados volta à programação do Canal Sony a partir do dia 05 de setembro, 20h, com um novo elenco. O programa continua a ser exibido duas vezes por semana, às terças e quartas, ao vivo, mas desta vez com uma hora de duração. Sob o comando de Celso Portiolli, que faz sua estreia na TV Paga, oito novos influenciadores ficarão confinados em uma casa duas vezes por semana e disputarão, em grupo e individualmente, os likes da audiência em suas criações. 

Diferente da primeira edição, os novos Entubados não são exclusivamente Youtubers, mas também personalidades de outras redes sociais, que, juntos, somam mais de 24 milhões de seguidores. São eles: Cid, criador do Não Salvo, responsável por grandes virais da internet brasileira; Camila Loures, que faz vídeos com desafios, paródias e danças para mais de 3 milhões de seguidores no seu canal; Fabi Santina, integrante de uma família de youtubers e que explora um pouco de tudo relacionado ao universo feminino; Magá Moura, cool hunter que dá dicas de looks, cabelo e maquiagem, além de abordar tendências do universo urbano; Maíra Medeiros, que compartilha suas experiências de maneira bem-humorada no canal Nunca Te Pedi Nada; Léo Stronda, conhecido por formar a dupla musical “Bonde da Stronda” e ter comandado o canal Fábrica de Monstros; Thiago Pasqualotto, um dos autores do site Morri de Sunga Branca; e Rato Borrachudo, dono de um canal destinado a games e situações cotidianas com mais de 2 milhões de inscritos. 

Criado pela Formata Produções e produzido em parceria com o Canal Sony, a primeira temporada de Entubados foi um sucesso entre o público jovem ao longo de suas sete semanas de exibição. A hashtag #EntubadosNoSony foi trending topics em todos os episódios ao vivo, atingindo o 1º lugar nos assuntos mais comentados do mundo no Twitter durante a estreia.  

Entubados no Canal Sony

Estreia 5 de setembro

Terças e Quartas, 20h - AO VIVO

#EntubadosNoSony


 

04 agosto 2017

Alto astral em agosto com Renée Zellweger, Tata Werneck, Meryl Streep e muito mais no Telecine.



Sorte de quem é assinante do Telecine, que em agosto vai garantir o alto astral com filmes superdivertidos. Nas próximas estreias do Telecine Play e do Telecine Premium, a cota de riso fica por conta de Renée Zellweger, Tata Werneck e Meryl Streep, protagonistas, respectivamente, de O Bebê de Bridget Jones, no dia 5; Toc – Transtornada, Obsessiva, Compulsiva, no dia 11; e Florence: Quem É Essa Mulher?, no dia 19. Para os pequenos, a alegria fica por conta de O Meu Amigo Dragão, no dia 4, e Trolls, no dia 26.

No Telecine Cult, os destaques são produções icônicas como The Rocky Horror Picture Show (1975), no dia 5, e Metrópolis, no dia 12. O longa Os Desajustados é um marco do cinema com a última atuação de Clark Gable e Marilyn Monroe, e poderá ser visto a partir do dia 6. Já Glória Feita de Sangue, que estreia no dia 20, mostra a primeira parceria entre Stanley Kubrick e Kirk Douglas. No dia 26 tem Charles Chaplin com o clássico Luzes da Cidade. As produções também estão disponíveis no Telecine Play para serem assistidas a qualquer momento.

No Dia dos Pais, celebrado no segundo domingo de agosto, dia 13, tem especial no Telecine Fun a partir de 12h10, com filmes para toda a família: Imagine Só!, Procurando Nemo, Meu Malvado Favorito, Meu Malvado Favorito 2, Até Que a Sorte Nos Separe 2, Vizinhos e Querida, Encolhi a Gente. E no Telecine Cult a maratona começa às 14h30 com produções que têm a paternidade como fio condutor: Justiça Sob Tutela, Vida Selvagem, O Sol É Para Todos, O Garoto e Os Seus, Os Meus, Os Nossos. A homenagem não para por aí: esses e muitos outros sucessos do cinema são destaques no mês no Telecine Play. Ao todo, a lista reúne mais de 40 produções temáticas.

Agosto ainda reserva uma surpresa para as mulheres, que serão celebradas a partir do dia 14 de agosto no especial “Semana Girl Power”, no Telecine Play, que também vai ao ar no Telecine Touch entre 14 e 20, na faixa das 22h. Um Momento Pode Mudar Tudo, Em Seu Lugar, Joy – O Nome do Sucesso, Thelma & Louise, Mulheres – O Sexo Forte, O Amor Não Tira Férias e Cisne Negro são protagonizados por estrelas poderosas.

Danilo Gentili passa o comando de Entubados para Celso Portiolli


Com estreia prevista para 5 de setembro, a segunda temporada terá novo apresentador


O reality show Entubados, que mostra a rotina de oito influenciadores confinados em uma casa durante dois dias da semana na disputa por likes, voltará para a sua segunda temporada com um novo apresentador. Focado em outros projetos no segundo semestre, Danilo Gentili resolveu passar o comando da casa mais influente do Brasil para Celso Portiolli.

“Quando soube quem ficaria no meu lugar, fiquei tão tranquilo quanto um pai que deixa os filhos em casa com a melhor babá do mundo”, disse o apresentador e comediante, responsável por comandar ao vivo os 14 episódios da primeira temporada que ajudou a dar vida e criar. 

“Contar com o Danilo Gentili no comando de uma das atrações mais disruptivas da TV foi imprescindível. Ousamos ao colocar o programa no ar e sabemos que tê-lo como apresentador foi fundamental para o sucesso do lançamento. Da mesma forma, estamos tão animados quanto com a estreia do nosso novo apresentador, que chega para comandar novas personalidades digitais em uma casa totalmente reformulada”, comenta Alberto Niccoli Jr., GM e SVP do Canal Sony no Brasil.  


Entubados estreou em agosto do ano passado pelo Canal Sony e reuniu oito influenciadores em uma casa personalizada para eles. Para vencer, os participantes competiram na criação de vídeos em grupo e individualmente. O programa foi um sucesso entre o público jovem ao longo de suas sete semanas de exibição. A hashtag #EntubadosNoSony foi trending topics em todos os episódios ao vivo, chegando a atingir o 1º lugar nos assuntos mais comentados do mundo no Twitter durante a estreia.

BRIDGET JONES VAI SER MÃE!

BRIDGET JONES VAI SER MÃE!
Ela já foi uma das solteiras mais famosas do cinema. Agora a icônica personagem de Renée Zellweger vai se arriscar pelo terreno da maternidade. A partir de 5 de agosto, será possível descobrir em que tipo de confusão Bridget Jones se mete ao se preparar para ser mãe porque O Bebê de Bridget Jones poderá ser visto no Telecine Play e no Telecine Premium. E para quem é fã da franquia, no domingo o Telecine Pipoca apresenta o “Especial Trilogia Bridget Jones” às 16h, com os filmes em sequência: O Diário de Bridget Jones; Bridget Jones: No Limite da Razão; O Bebê de Bridget Jones.

Aos 43 anos e solteira, Bridget Jones (Renée Zellweger) tem uma carreira estável como produtora de TV, vive cercada de amigos e segue plena e confiante. Quando aceita o convite de uma amiga do trabalho para ir a um festival de música pop, ela se envolve com o desconhecido e sedutor Jack Qwant (Patrick Dempsey). Dias depois, reencontra em um batizado Mark (Colin Firth), seu amor do passado, com quem acaba tendo um revival. Passadas algumas semanas, Bridget descobre que está grávida, mas não tem certeza de quem é o pai da criança.
SERVIÇO
O Bebê de Bridget Jones (Bridget Jones's Baby)
Direção: Sharon Maguire.
Elenco: Renée Zellweger, Colin Firth e Patrick Dempsey.
GBR, IRL, FRA, EUA, 2016. Comédia. 123 min. 12 anos.

Sessão Superestreia
Dia 5/8, sábado, às 22h, no Telecine Premium e a qualquer momento no Telecine Play.
Dia 6/8, domingo, às 20h, no Telecine Pipoca.


Especial Trilogia Bridget Jones
Dia 6/8, no Telecine Pipoca, a partir das 16h

Às 16h, O Diário de Bridget Jones (Bridget Jones's Diary)
Direção: Sharon Maguire.
Elenco: Colin Firth, Hugh Grant e Renée Zellweger.
ING, FRA, EUA, 2001. Comédia. 97 min. 14 anos.


Às 17h55, Bridget Jones: No Limite da Razão (Bridget Jones: Edge Of Reason)
Direção: Beeban Kidron.
Elenco: Colin Firth, Hugh Grant e Renée Zellweger.
ING, 2004. Comédia. 103 min. 14 anos.

Às 20h, O Bebê de Bridget Jones (Bridget Jones's Baby)
Direção: Sharon Maguire.
Elenco: Renée Zellweger, Colin Firth e Patrick Dempsey.
GBR, IRL, FRA, EUA, 2016. Comédia. 123 min. 12 anos.  

Destaque da Semana no MEGAPIX - "O Hobbit - A Desolação de Smaug".


Horários -

Sexta - 04/08 às 22:30 horas
Domingo - 06/08 às 19:10 horas

145 min - 2013 - EUA/Aventura

Bilbo Bolseiro (Martin Freeman), Gandalf (Ian McKellen) e a Companhia de Thorin seguem em direção à Montanha Solitária, onde encontram a Pedra de Arken e o tesouro dos anões, protegido pelo temido dragão Smaug (voz de Benedict Cumberbatch).
Ao mesmo tempo, Gandalf se preocupa com uma força sombria que surge na Terra Média.

Direção - Peter Jackson
Elenco - Ian McKellen, Martin Freeman, Richard Armitage, Orlando Bloom, Evangeline Lilly, Cate Blanchett, Aidan Turner, Christopher Lee, Andy Serkis.

Festival Internacional COLORS: Cinema + Diversidade abre inscrições para curtas e longas-metragens.


Estão abertas as inscrições para o festival internacional COLORS: Cinema + Diversidade, que vai acontecer em Curitiba entre os dias 31 de outubro e 4 de novembro. As interessadas e os interessados podem inscrever curtas e longas metragens para todas as mostras pelo site do evento até o dia 18 de setembro.

COLORS chega a Curitiba em sua primeira edição com foco nas diferenças e pluralidades, abrindo simultaneamente um espaço de entretenimento e discussão política. Mais do que um festival de cinema, COLORé um manifesto de soma de gêneros, sexualidades e pessoas. Para as mostras competitivas, serão considerados filmes finalizados a partir de 2015. Serão considerados como longa-metragem filmes com duração igual ou superior a 59 minutos e como curta-metragem filmes com duração igual ou inferior a 25 minutos. O festival conta ainda com duas mostras não competitivas que não terão restrições de duração, uma com produções paranaenses e outra voltada para o público infanto-juvenil.

Inscrições, mais informações e o regulamento completo estão disponíveis em www.letscolors.com

Sobre COLORS

COLORS é Cinema + Diversidade. Ou, talvez, melhor ainda seria dizer: cinemas diversos + diversidades nos cinemas. COLORS é um festival político, com filmes políticos, corpos políticos, vivências políticas. COLORS são as diferenças e as singularidades em encontro: somando. + Gêneros, + sexualidades. Queremos pluralidade! Porque COLORsão resistências em intersecção. Queremos um festival de cinema que seja vivo! Que se constitua nas e das experiências que pulsam em nossos corpos, em nossos afetos, em nossos desejos, na nossa insubmissão. Que grite serem, apesar de “nossos”, esses corpos, esses afetos e esses desejos também diferentes entre si, múltiplos. Porque não nos unificamos, mas, assim mesmo, colocamo-nos junt+s. COLORé um festival de cinema mas é, também, um manifesto em construção. E esse movimento tem sua primeira edição do dia 31 de outubro a 4 de novembro de 2017 em Curitiba, Paraná, Brasil. Let’s COLORS!

Serviço
Inscrições de curtas e longas metragens para o festival COLORS: Cinema + Diversidade
De 17 de julho a 16 de setembro pelo site letscolors.com
Siga nossas redes:
Instagram: @colors_cd